A "invisibilidade" Kariri no século XIX

Em meados do século XIX, constituiu-se o discurso de que os índios Kariri teriam desaparecido do sul do Ceará. Isso favoreceu a política de não "proteger" tal grupo nas ações de "assistência" provincial, além de tentar encobrir a luta pela terra na Região do Cariri cearense.





No artigo Processo de “invisibilidade” dos Índios Kariri nos sertões dos Cariris Novos na segunda metade do seculo XIX, o Prof. Dr. Antonio José Oliveira* apresenta como se deu este processo de criação da "invisibilidade" Kariri.


"Pretendemos expor aqui as discussões sobre o processo de “invisibilidade” dos índios Kariri que habitaram os sertões dos Cariris Novos, região Sul da Província do Ceará, na segunda metade do século XIX. Ali, a historiografia local defendia que esses nativos tinham sido quase todos dizimados nas guerras contra os colonos no período colonial, especialmente no século XVIII, e os que sobreviveram a estes conflitos foram agrupados nos aldeamentos construídos naquela localidade. Dali, ainda no século XVIII, foram descidos para as aldeias do litoral da Província. Com tais acontecimentos, no século seguinte, especialmente a partir da sua segunda metade, se acreditou que esses nativos tinham sido totalmente extintos do Sul da Província. Discurso que perdurou na sociedade não índia e na produção historiográfica local por quase todo o século XX".


Acesse o texto completo aqui.



* O Prof. Antonio José é membro do Núcleo de Estudos em História Social e Ambiente (NEHSA), grupo de pesquisa vinculado ao LABORE.

47 visualizações

Laboratório de Pesquisa em História Social - LABORE 

Núcleo de Estudos em História Social e Ambiente - NEHSA 

Brasil, Estado do Ceará

Contato: historiasertoes@gmail.com

© Desde 2017