© 2017 por Comissão Organizadora. Laboratório de Pesquisa em História Social - LABORE - URCA 

Contato: historiasertoes@gmail.com

O evento

O I Seminário Nacional de História Social dos Sertões / II Colóquio de História Social dos Sertões tem como objetivo desenvolver as reflexões sobre os sertões brasileiros, o chamado "Brasil profundo", a partir do enfoque da História Social e suas questões conceituais e metodológicas. O debate tem como ponto de partida o recorte do interior brasileiro, o denominado "sertão", com sua diversidade de definições, mas principalmente como espaço de disputa, de conflitos e embates que contribuem para a própria construção da nação brasileira e das lutas sociais.

O evento é promovido pelo Laboratório de História Social - LABORE, Rede Proprietas - INCT, Geopark Araripe, Mestrado Profissional em Ensino de História - PROFHISTÓRIA (URCA). 

 

Contamos com o apoio e a participação de diversos grupos de pesquisa e entidades: 

- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior -CAPES.  

- Universidade Regional do Cariri.  

- Prefeitura Municipal do Crato.

- Hotel Encosta da Serra.  

- Centro de Documentação do Cariri - CEDOCC (URCA). 

- Núcleo de Apoio Pedagógico e Pesquisa em Ensino de História - NUAPEH (URCA). 

- Instituto Cultural do Cariri - ICC. 

- Departamento de História da Universidade Regional do Cariri. 

- Mestrado Interdisciplinar de História e Letras - MIHL (UECE - FECLESC).  

- Núcleo de Estudos em História Social e Ambiente - NEHSA (URCA). 

- Grupo de Estudo e Pesquisa de História, Cultura e Ensino afro-brasileiro, americano e africano – GEPAFRO (URCA). 

- Laboratório de Experimentação em História Social - LEHS (UFRJ, UFRN, UNB).   

- Grupo de Pesquisa Marx, Classes Sociais, Estado, Ideologia e Revolução - GMARX (URCA).

- Grupo de Pesquisa em Estudos Clássicos – GPEC (URCA). 
​- Laboratório de Pesquisa em História Econômica e Social - LAPHES (UFC). 

- GT Seca, Cultura e Movimentos Sociais (UFC).  

- Sindicato dos Docentes da URCA (SINDURCA)

- Grupo de Valorização Negra do Cariri - GRUNEC. 

-  Grupo de Pesquisa em Cultura Visual, Espaço, Memória e Ensino  - IMAGO (URCA). 

​​​

 

E os movimentos sociais.  

 

Finalidades

Reunir professores, pesquisadores, professores da rede básica, estudantes da pós-graduação e estudantes da graduação cujas pesquisas vêm contribuindo com o avanço da História Social dos Sertões em sua pluralidade temática. Assim, possibilitará o conhecimento sobre pesquisas recentemente concluídas ou em desenvolvimento, bem como o estreitamento de diálogos entre pesquisadores vinculados às diversas instituições de ensino e pesquisa do Brasil.  A criação de um espaço de comunicação e visibilidade acerca das mais recentes contribuições historiográficas produzidas no campo da História Social, o evento possibilitará um maior conhecimento sobre os procedimentos de pesquisa dos historiadores que deverão durante a programação discutir aspectos teórico-metodológicos, abordagens de fontes, conhecimentos sobre historiografia e a produção de artigos por parte dos estudantes da pós-graduação, bem como a iniciação científica por parte dos estudantes da graduação.

 

Evento anterior: o I Colóquio - 2016, Quixadá - CE

I Colóquio de História Social dos Sertões ocorreu nas dependências da FECLESC, Campus da UECE em Quixadá, nos dias 13 e 14 de outubro de 2016. Foi promovido pelo Mestrado Interdisciplinar de História e Letras - MIHL, em parceria com o Grupo de Estudos História dos Sertões: Trabalho, Cultura e Sociedade (vinculado ao Curso de História da FECLESC), o evento reuniu historiadores de qualificada trajetória nas diversas linhas de pesquisa que congregam o campo da História Social no Ceará. Professores universitários e estudantes de pós-graduação em nível de Mestrado e Doutorado foram a Quixadá apresentar suas pesquisas que vêm contribuindo com o avanço da História Social dos Sertões em sua pluralidade temática.

A programação primou pela qualidade dos debates e o estreitamento de diálogo entre pesquisadores de diversas instituições de ensino e pesquisa do estado (UNILAB, URCA, UVA, UFC e UECE). Para tanto, foram montadas quatro sessões de apresentações, com três pesquisadores cada, nos turnos da manhã e da noite. Animados pelas produtivas discussões estabelecidas neste evento, foi decidido ampliar o debate para o âmbito nacional e na proposição de Simpósios Temáticos (o que nos levou a propor em conjunto um I Seminário Nacional de História Social dos Sertões), que permitissem a participação mais efetiva dos alunos da graduação e pós-graduação, que se interessam por discutir o sertão brasileiro tanto no século XIX, como no século XX.