"Tempo e espaço na produção de um território moderno - A “Pátria Cearense” na cartografia de Francisco Saturnino Rodrigues de Brito (1892)"

"Nos quarenta dias em que esteve no Ceará a serviço da Estrada de Ferro de Baturité, Francisco Saturnino Rodrigues de Brito mapeou o território e relatou seu parecer sobre o melhor percurso para o prolongamento dessa ferrovia, que deveria atravessar as terras cearenses e chegar até as margens do rio São Francisco, em Pernambuco. Nessa documentação, o engenheiro, convencido de sua obrigação para com a pátria brasileira e o progresso do país, definiu as marcas para a produção de um território moderno, que aliasse o Ceará à rapidez e eficiência dos moldes europeus ocidentais. Suas colocações, via de regra, apresentaram um olhar preconceituoso sobre a realidade observada, classificando o diferente como desigual e inferior. Trata-se de farta documentação a partir da qual é possível refletir sobre os projetos de modernização para o Brasil do final do século XIX e início do XX".

Laboratório de Pesquisa em História Social - LABORE 

Núcleo de Estudos em História Social e Ambiente - NEHSA 

Brasil, Estado do Ceará

Contato: historiasertoes@gmail.com

© Desde 2017